Clube da Jardinagem

Por: Karen D. C. Sprenger

Para propagarmos nossas plantas podemos utilizar sementes (propagação natural) ou partes da planta (propagação vegetativa).

(...) As sementes apresentam formas, tamanhos e dureza da casca diferentes de acordo com cada espécie. Algumas nem nos lembramos que são sementes, por exemplo, as sementes do chuchu, do côco ou do caju.

Mas, qualquer que seja o formato ou tamanho da semente, é importante lembrar que para a sua germinação é preciso temperatura e umidade adequadas.

Como produzir uma muda de chuchu (Sehium edule)

Escolha um fruto maduro e coloque-o em local fresco, ventilado e escuro por umas duas semanas para induzir o brotamento.

Quando o broto tiver mais ou menos 10 cm plante em uma cova(..) Continuar lendo

Por Thaís Manarini Também conhecida como fruta-dragão por causa da sua aparência, ela está ganhando popularidade no Brasil. E há vários motivos para consumi-la Originária do México e de países da América Central, a pitaya parece ter desembarcado de vez no Brasil. Tanto é que, por causa da procura crescente, a nutricionista Thamyris Ferreira Lima, da rede Hortifruti, conta que a fruta já vem sendo cultivada por aqui – principalmente nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Paraná. Em nosso país, as versões mais consumidas são a de casca rosa com polpa avermelhada e a de casca rosa com a polpa branca. “Esta última é a mais fácil de encontrar”, afirma Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, na capital paulista. Ainda de acordo com Renata,(..) Continuar lendo

Por: Raquel Patro

Você sabia que há diversos vegetais que podem voltar a crescer em casa, sem que para isso você tenha que plantar sementes? Basta utilizar as partes certas, que muitas vezes seriam descartadas, e vê-las brotar lindamente em potes com água limpa. Depois de formados os primeiros brotos ou raízes, plante-os no solo, para que possam se desenvolver plenamente. E voilà! Em pouco tempo (bem menos tempo do que em uma sementeira), você terá legumes e verduras fresquinhos, com baixo custo, cultivados em casa e livres de agrotóxicos. Tudo de uma maneira muito fácil e prática. Esse crescimento só é possível devido ao poder dos meristemas. Os meristemas são tecidos vegetais que funcionam como células tronco. Eles devem estar presentes e em perfeito estado para que o novo crescimento aconteça. 1. Cebolinha:(..) Continuar lendo

Por: Beatriz Santiago Hoje em dia, mesmo que você não tenha um grande espaço, é possível realizar o sonho de poder ter a sua própria hortinha de temperos. Com as dicas das melhores espécies para cultivar em casa, não tem erro. Em primeiro lugar, é necessário ter, no mínimo, 2 horas de sol todos os dias. Se você tiver uma varandinha com espaço, o plantio pode ser feito em jardineiras ou vasinhos com uma boa drenagem para não acumular muita água. Mas se você não tiver espaço, a dica é montar uma hortinha vertical de temperos, com as incríveis bolsas vivas, é só colocar um pouco de terra por baixo e plantar os temperos. Fica lindo e não vai ocupar espaço! A rega deve ser realizada de forma diária, mas sem exageros. Como fazer uma horta num apartamento pequeno?(..) Continuar lendo

Não estamos aqui falando de magia ou de conhecimento popular. Estamos falando de plantas medicinais brasileiras que tiveram sua efetividade comprovada. Temos a maior biodiversidade do mundo. Consequentemente, a maior fonte de frutas, folhas, chás e ervas medicinais do planeta. Mas precisamos saber utilizar tais recursos com consciência. São muitas variedades de plantas e muitos efeitos diferentes que temos de estar consciente de que a grande maioria delas tem algumas substâncias tóxicas e que, em excesso, podem fazer muito mais mal do que bem a sua saúde. As formas de preparo variam muito: algumas são cozidas, outras podem ser misturadas com a comida, de algumas fazemos chás ou óleos essenciais. O importante é que, independente do uso que façamos, saibamos boas formas de manipular tais plantas medicinais. Abaixo, segue uma pequena lista de plantas medicinais(..) Continuar lendo