Clube da Jardinagem

Poda do Pessegueiro

segunda, 23 de julho de 2018


Por Eduardo Stahl

A poda na cultura do pessegueiro é de fundamental importância, pois é ela que vai garantir uma boa safra com frutos de boa qualidade. O pessegueiro exige uma poda pesada, pois apenas as flores só nascem em brindilas e ramos formados no ultimo verão com isso a poda anual de renovação dos ramos se torna fundamental para se garantir um bom arranjo estrutural dos pessegueiros do pomar. Uma condução sem poda resulta em crescimento anual reduzido, com ramos fracos de baixa produção, ate a quase completa esterilidade do pessegueiro.

Cada ramo produz fruto apenas uma vez, e depois só darão origem a outros ramos que por sua vez irão produzir gemas floríferas, esses ramos produzidos se localizam no ápice dos ramos velhos, com isso um pessegueiro sem poda tem seu crescimento em comprimento dos ramos velhos, produzindo assim longos ramos.

As épocas indicadas são as que a planta esta em repouso com o fim de evitar o estimulo para a brotação precoce quando realizada muito cedo e para evitar a perda de reservas quando realizada muito tarde. Sendo que o período ideal para a poda começa 15 dias antes da floração, ate quando 25% das flores estão abertas.

A poda se divide em poda de formação, poda verde, poda de frutificação e poda de renovação. A poda de formação tem como finalidade definir uma altura de tronco e estrutura de ramos adequada a finalidade desejada para aquela planta, as duas conduções mais usadas são em vaso e em V ou Y. A condução em vaso as ramificações primarias podem se desenvolver em numero de 4 a 6 distribuídas em diversas alturas, é usada em espaçamentos de 6x3m e 6x4m. a condução em V é como se fosse uma condução em vaso mas pela metade, ele basicamente consiste em dois galhos que se encontram a uma altura de 25 a 30 cm, sendo que estas crescem e se separam num ângulo de 45o a 60o, e conforme crescem eles tendem a ficar paralelos. Sendo usado em espaçamentos entre plantas de 1,5 a 2m.

A poda verde se faz durante o período de vegetação, florescimento, frutificação e maturação dos frutos, e tem como principal função eliminar os ramos ladrões, e, além disso, para moldar a planta à forma desejada, isto em plantas novas. Em plantas em plena produção a poda verde é realizada para se eliminar ramos que tem seu crescimento voltado para o interior da copa, proporcionando assim maior aeração e luminosidade, com isso aumentar a frutificação nas camadas inferiores dos ramos e melhorar a coloração dos frutos.

A poda de frutificação tem por finalidade equilibrar a quantia de ramos vegetativos e frutíferos, além de moldar a copa do pessegueiro. Sua intensidade depende da cultivar, do vigor da planta, do estado nutricional e a distancia entre gemas. A poda inicia se retirando os ramos quebrados, ramos doentes e secos, e ramos mal localizados, após se faz um raleio de ramos que estão muitos próximos, retirasse os ramos ladroes e os que apresentam forquilha muito fechada. Após isso se faz o desponte de aproximadamente um terço do ramo e o desponte dos ramos de frutificação.

A poda de renovação se faz em plantas mal conduzidas ou que foram atacadas por pragas, ela é feita após a colheita com a eliminação de toda a copa, deixando somente os ramos principais com um comprimento de 30 a 50 cm. Após a brotação se escolhe os melhores ramos e estes são conduzidos para formar a copa, e todos os ramos que se dirigem para dentro devem ser eliminados, após isso é só conduzir a copa para que fique de acordo com o desejado.

Recomendas se que a poda anual em nossa região seja feita após a ultima geada de primavera Se forem podados muito cedo e ocorrer uma geada, os cortes abertos podem causar danos à árvore. Com isso deve se conferir as datas de geadas para a região e seguir as previsões do tempo locais durante essa época para planejar o melhor momento para a poda.

Se não forem podados, diversos problemas podem ocorrer com seu pessegueiro. Árvores que não são podadas muitas vezes produzem mais do que o esperado, mas a fruta não é de alta qualidade. Sem a poda, as árvores estão mais sujeitas a doenças e um ciclo de vida mais curto. Outro motivo para podá-las tem a ver com conseguir alcançar os pêssegos. A árvore irá gerar galhos mais altos para alcançar a luz solar e o fluxo de ar, deixando o fruto mais difícil de alcançar.

Em suma os principais objetivos da poda é promover a boa saúde da planta, limpar o espaço entre os galhos para promover fluxo de ar, que por sua vez ajuda a prevenir doenças e torna mais fácil a aplicação de inseticidas, além disso, é bom podar os brotos de raiz que são ramos que nascem de botões abaixo da terra, no talo da raiz. Eles basicamente se desenvolverão em outro tronco, se permitir que cresçam, roubando os nutrientes e a água da árvore original.

Outro ponto importante é a remoção de todos os brotos acima de 2 m de altura. Remova qualquer galho acinzentado (que são os galhos mais velhos) da área frutífera entre 1m e 2m de altura. Em suma seu objetivo é podar 40% do pessegueiro anualmente.

Disponível em ebah