Clube da Jardinagem

Como escolher as mudas de plantas para a primavera?

segunda, 28 de outubro de 2019

Flores, samambaias, suculentas, palmeiras e horta de temperos: profissional dá dicas para manter as plantas saudáveis na nova estação

Por: Júlia Rohden

Com o fim do inverno e o início das estações mais quentes, começando pela primavera, são necessários novos cuidados para manter as plantas em casa saudáveis. Seja no jardim ou em um vaso no apartamento, as plantas trazem uma influência positiva aos ambientes, além de o cultivo ser uma tendência mundial.

Heloise Parchen, consultora de vendas da Esalflores Floricultura e Garden Center conta que a primavera é o período de crescimento para a maioria das espécies. “Por isso é indicado fazer a poda durante o inverno, para que a planta venha com força na nova estação”, explica.

Se não houver o que podar, a primavera é um o momento certo para plantar novas espécies. No jardim, a consultora recomenda fazer a adubação com húmus duas semanas antes de colocar a planta. “As plantas mais novas precisam de mais água. É bom regar todos os dias durante o primeiro mês para auxiliar no enraizamento“, completa.

Para plantar em vasos, é necessário estar atento a drenagem, já que água parada apodrece a planta. Heloise sugere colocar uma camada de pedras, depois uma manta de drenagem (feita de material pet reciclado e com duração de cerca de 20 anos), e só então a terra.

Heloise também ressalta alguns cuidados básicos, necessários ao longo de todo o ano, com adubos e a quantidade correta de água. “Quem cultiva plantas em ambientes internos deve se preocupar com a circulação do ar“, lembra. Principalmente nos dias mais quentes, se o ambiente estiver com janelas e portas fechadas, as raízes podem “cozinhar” e levar à morte da planta.

Para cuidar de plantas antigas, é indicado o uso de húmus duas vezes por ano. Basta colocar um pouco na superfície do vaso ou do canteiro, incorporando o húmus na primeira camada de terra.

Flores da estação

"A maior parte das flores aparecem em uma determinada época. Agora temos espécies de primavera/verão, que gostam mais de calor e luz solar”, explica a consultora da  Esalflores.

Espécies como cravina, beijo de praia e begônia sentem mais a diferença entre verão e inverno. Elas podem ser plantadas em jardins ou em vasos, mas precisam da incidência direta da luz solar e que a terra esteja sempre úmida.

Essas espécies morrem quando começam as estações frias e precisam ser plantadas novamente na primavera.

A dica para escolher a nova planta é buscar uma aparência saudável, sem folhas queimadas. “As pessoas costumam a escolher as mais floridas, mas o melhor é optar pelas que tem mais botões”, acrescenta Heloise.

Época de crescimento

Outras plantas sobrevivem o ano inteiro, mas é na primavera que crescem. As palmeiras, os hibiscos e o bougainville são alguns exemplos.

A consultora recomenda aproveitar a nova estação para adubar essas plantas, já que vão precisar de mais nutrientes durante a fase de crescimento.

Suculentas

As suculentas e os cactus crescem mais rápido no verão. São plantas de deserto e se adaptam bem ao sol e ao calor.

As folhas murcham mais devagar e a planta precisa de menos água. “Mas não dá para esquecer”, brinca Heloise, que recomenda regar uma vez por semana.

Horta de temperos

Para quem desanimou com a horta de temperos, a consultora traz boas notícias: elas voltam a crescer na primavera. Ela relembra que o ideal é regar pela manhã, pois no horário do meio dia o calor pode “ferver” a raiz, e à noite, período que costuma ser mais fresco.

Quem aproveitar essa época para viajar não pode esquecer que a circulação de ar é necessária para saúde das plantas. É recomendado colocá-las em um lugar arejado e que receba a luz solar pela manhã.

Plantas pendentes

"Plantas pendentes, como a samambaias e heras, não precisam de luz solar direta e são indicadas para ambientes internos. Essas espécies sofrem mais com o calor e precisam ser colocadas em lugares ventilados.


Foto: Visual Hunt

Texto e imagem retirados de: Gazeta do Povo