Clube da Jardinagem

Caliandra

segunda, 26 de novembro de 2018

Caliandra

Esponja, Esponjinha, Manduruvá, Quebra-Foice

Com mais de 120 espécies de cores variadas, a Caliandra “é a mais bela flor que enfeita os campos secos e monocromáticos do cerrado”.

A Caliandra-do-Cerrado (Calliandra Dysanta) se espalha tão intensamente por lá que é considerada símbolo do bioma.

A caliandra é uma planta arbustiva, lenhosa e muito florífera, nativa do Brasil. Espécie muito ornamental, devido as suas flores graciosas em formato de pom pom. As cores rosa e vermelho são mais comuns, mas também são encontradas brancas.

Durante a noite suas flores fecham num processo natural. Após a floração surgem os frutos no formato de vagens, que se partem quando maduros e espalham suas sementes. Floresce na primavera até o fim do verão.

Por ser uma planta rústica, adapta-se com extrema facilidade a todas as regiões, mas sua florada é mais abundante em lugares de clima frio.

Ela é excelente para formar cercas vivas topiadas ou pode ser plantada isolada, para um melhor destaque no jardim quando está florida.

Para cercas topiadas ou arvoretas, a poda é muito importante para o adensamento da planta, e para o controle desordenado do crescimento pois seus ramos finos podem chegar a 1 metro de altura se não forem podados.

Planta ideal para quem não quer ter muito trabalho, pois ela não exige muito do seu cultivador.

Deve ser plantada a pleno sol, em solo fértil, drenável e com bastante matéria orgânica, como húmus de minhoca e farinha de osso.

Muito indicada para ser usada como bonsai, devido ao tamanho prqueno de suas folhas, por tolerar bem podas drásticas, armações nos galhos e intervenções em suas raízes. Curiosamente o seu troco cinza claro torna-se mais escuro, quase negro, o que lhe dá muito status para a prática do bonsai.

A propagação da Caliandra pode ser feita por estaquia, com a retirada de ponteiros dos ramos podados no inverso. Colocar em areia úmida, cobrir com plástico até o enraizamento.

Também podemos recolher as sementes, plantar em sementeiras com terra comum de canteiro misturada com areia, mantendo este substrato sempre úmido.

O transplante será feito quando a plantinha tiver mais ou menos 10 cm.

 

Algumas Espécies de Caliandra

Calliandra brevipes

As flores são pequenas, numerosas de cor rosa e a beleza dela fica mais evidente quando usada como cerca-viva e podada a intervalos regulares.

Florescimento na primavera-verão e diz a lenda que quando ele ocorre, prenuncia chuva.

Tolerante ao frio e geadas.

Calliandra inaequilatera

Pode chegar entre 2 a 4 metros de altura.

As flores são pequenas de cor vermelho-sanguínea, que aparecem na primavera-verão e são muito visitadas por beija-flores.

Eventualmente dá origem a flores brancas.

Multiplica-se facilmente por estaquias ou sementes.

Não tolera geadas.

Callaindra harrissi

Pode chegar a 1,5 a 2 metros de altura.

De cor vermelho-escuro, sua floração é muito abundante formada várias vezes durante o ano, principalmente na primavera-verão.

Não tolera geadas.

Callaindra haematocephala var alba Hassk

Pode chegar a 4 metros de altura.

É a mais vigorosa, suas flores são maiores e brancas. Muito usada no bonsai pela beleza de suas flores brancas.

Calliandra tweedii

Pode chegar entre 2 e 4 metros de altura.

Ideal para plantio isolado, formando moita densa, junto a grades, cercas ou renques. Suas flores são pequenas, numerosas de cor vermelha, formadas durante a primavera-verão.

Multiplica-se por sementes e estacas cortadas no final do inverso e deixadas para enraizar.

É tolerante ao frio.

Texto e foto por Maria Luiza Ribeiro Amatuzzi.

Disponível em: Revista O Regador. Ano 9. Ed. 35. Pgs 6 a 11